Israel mata importante líder do Hamas

Um avião israelense disparou dois mísseis contra um carro que viajava pela Faixa de Gaza, matando dois dos ocupantes e ferindo um terceiro, dizem autoridades palestinas. Os corpos, carbonizados, não puderam ser reconhecidos, mas o grupo Hamas confirmou, pouco depois, que um dos mortos é o segundo em comando de seu braço militar, Adnan al-Ghoul. O Hamas é responsável por diversos atentados contra israelenses. Autoridades israelenses, pedindo para não serem identificadas, haviam dito, antes da confirmação do Hamas, que al-Ghoul era o alvo. Ele estava foragido há mais de dez anos. O ataque representa mais um pesado golpe contra a ala militar do Hamas, conhecida como Izzedine al Qassam, responsável pela morte de centenas de israelenses. O grupo já vem sendo enfraquecido por uma série de assassinatos promovida por Israel. Representantes do Hamas dizem que al-Ghoul, de 46 anos, era um importante criador de bombas e o principal projetista do míssil Qassam, freqüentemente usado em ataques contra cidades israelenses, além de projéteis antitanque.

Agencia Estado,

21 Outubro 2004 | 17h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.