Itália e Vaticano chegam a acordo sobre rádio

A Rádio Vaticano transferirá para outro local o centro de suas transmissões em ondas médias como parte de um acordo para pôr fim à disputa que levou o ministro italiano do Meio Ambiente a ameaçar fechar a emissora. Na noite desta sexta-feira, as duas partes anunciaram o acordo. A Rádio Vaticano, que envia as mensagens do papa João Paulo II para os quatro cantos do mundo, foi pressionada a reduzir suas emissões de ondas eletromagnéticas porque algumas pessoas que vivem nas proximidades de suas antenas consideram que tais emissões constituem um risco para a sua saúde. Pelo acordo, o governo italiano financiará a transferência, pela rádio, de seu centro transmissor em ondas médias. Em um comunicado, a Rádio Vaticano afirmou ter entrado em contato com outros centros europeus para sediar suas transmissões, e que a transferência deverá ser feita até o final de agosto. Nenhum país foi citado. As transmissões de ondas curtas serão reduzidas com o uso de antenas mais curtas, informou a televisão estatal italiana. "Esperamos que todos fiquem satisfeitos com a solução encontrada", declarou o diretor da rádio, reverendo Federico Lombardi.

Agencia Estado,

18 Maio 2001 | 17h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.