Iugoslávia vai extraditar Milosevic

A Iugoslávia revelou nesta quarta-feira uma nova lei que permitiria a extradição do ex-ditador Slobodan Milosevic para o tribunal de crimes de guerra. No entanto, o presidente Vojislav Kostunica afirmou que não haverá uma entrega automática de seu predecessor, declarando: "Todo indivíduo é inocente até que se prove sua culpa, e isto deverá ser respeitado neste procedimento". Sob a nova lei, Milosevic e outros suspeitos de crimes de guerra poderiam ser extraditados - mas apenas depois de uma revisão legal de seus casos em casa. O projeto de lei deverá ser revisado em breve pelo governo iugoslavo antes de ser discutido no parlamento. Os Estados Unidos e seus aliados querem ver Milosevic sendo julgado pelo tribunal de crimes de guerra da ONU em Haia (Holanda) e, para este fim, pressionaram o governo iugoslavo com ameaças de cortar a ajuda financeira ao país.

Agencia Estado,

23 Maio 2001 | 22h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.