Assine o Estadão
assine

Internacional

Japão

Japoneses desaprovam possível mudança constitucional

Os japoneses estão céticos quanto ao plano do primeiro-ministro Shinzo Abe de permitir uma atuação mais ativa do Exército. Segundo pesquisa conduzida pelo jornal Nikkei, apenas 34% dos entrevistados concordaram em permitir o uso da força para ajudar aliados sob ataque, enquanto 50% se opuseram ao plano.

0

AE,
Agência Estado

30 Junho 2014 | 00h06

Abe tenta aprovar uma nova interpretação da constituição pacifista em vez de conduzir um procedimento legal para emendar o texto, em manobra que recebeu a desaprovação de 54% dos pesquisados e a aprovação de apenas 29%. O gabinete de ministros se reúne na terça-feira para discutir a mudança na Constituição.

O apoio ao gabinete de Abe permanece em 53%, mesmo porcentual da pesquisa de maio, mas a desaprovação subiu 4 pontos porcentuais, para 36%, no maior nível desde que Abe assumiu o poder, em dezembro de 2012.

A pesquisa foi conduzida com 1.640 famílias escolhidas aleatoriamente. Dessas, 1.029 ofereceram respostas válidas.

Mais conteúdo sobre: