1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Jornal equatoriano 'Hoy' fecha após pressão do governo

O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 12h 01

Diretor disse que boicote publicitário do governo e cancelamento de impressão de textos escolares colaboraram para 'asfixia econômica'

QUITO - O jornal equatoriano Hoy e a companhia Edimpres, dona do diário e responsável pela impressão, anunciaram, de acordo com o El País, o encerramento das atividades na terça-feira 26, após uma "asfixia econômica" que o governo do presidente Rafael Correa teria imposto ao jornal.

Em um dos últimos editoriais, o diretor Jaime Mantilla afirmou que a "asfixia" foi resultado do boicote publicitário imposto pelo governo, do cancelamento de contratos para impressão de textos escolares e da restrição de procurar investidores nacionais determinada pela Lei de Comunicação.

Com o fechamento, a revista Plan V ofereceu publicar o conteúdo do Hoy em seu portal. Plan V é um projeto digital que substituiu o semanário Vanguardia, fechado em 2013 também por problemas econômicos e pressão do governo.

A Superintendência de Empresas, instituição estatal responsável pelo controle das empresas comerciais, determinou, segundo o El País, o fechamento de outras 700 empresas porque registraram perdas maiores a 50% de seu capital nos últimos dois anos.

O jornal El Telégrafo afirmou em sua edição de quarta-feira que o Hoy registrou em 2013 perdas de US$ 4,2 milhões diante do capital de US$ 4,6 milhões.

Uma equipe designada pela Superintendência chegou ao Hoy na terça para fazer o inventário dos bens e ordenou que centenas de funcionários suspendessem os trabalhos. Os redatores deixaram o local e o site do jornal não foi mais atualizado. A última notícia destacada foi uma entrevista do prefeito de Quito pelos 100 dias cumpridos no cargo.

O Hoy já havia deixado de imprimir a edição diária desde 30 de junho. Antigos colaboradores do jornal, como ex-editor Jorge Imbaquingo, ficaram meses sem cobrar o pagamento e continuavam escrevendo porque "havia gente muito comprometida". Imbaquingo lembra que em 2011, a empresa sofreu a primeira derrota e teve de fechar a revista Blanco y Negro, que durante mais de 20 anos denunciou casos de corrupção do governo.

"Morrer fazendo jornalismo não é morrer", escreveu o editor do Hoy Iván Flores em sua conta no Twitter, agradecendo à "redação do Titanic" por se manter firme no trabalho até o final.

O jornal tentou evitar o fechamento. Depois de suspender a impressão diária, passou a publicar uma edição semanal com temas mais elaborados e investiu na edição digital. "Procuramos novas linguagens e outros formatos", disse Flores na ocasião do lançamento do novo portal.

Contudo, a Secretaria de Informação e Comunicação aplicou uma sanção ao jornal pela não publicação da tiragem de 17 edições, entre 11 de maio e 6 de junho. A multa de US$ 57.800 foi entregue no dia que a nova edição semanal era publicada.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo