1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Jovem entusiasmado quase derruba papa em evento no México; veja

- Atualizado: 17 Fevereiro 2016 | 10h 14

Pontífice foi puxado ao cumprimentar fiéis que acompanhavam missa em estádio na cidade de Morelia; em espanhol, Francisco disse para jovem 'não ser egoísta'

MORELIA, MÉXICO - O papa Francisco foi surpreendido na terça-feira por um entusiasmado fiel que se lançou sobre ele, e quase o derrubou, quando o líder católico se despedia dos presentes em um encontro com jovens em Morelia, a capital do Estado de Michoacán, no México (veja abaixo).

O encontro foi realizado no estádio José María Morelos y Pavón, onde cerca de 70 mil jovens (40 mil dentro do recinto e outros 30 mil no estacionamento) se reuniram para ouvir o pontífice. Durante o evento, o papa fez um discurso enérgico e aconselhou os jovens a não se resignarem a um panorama marcado pelo narcotráfico, pela falta de oportunidades, por pobreza e marginalização.

Papa Francisco quase é derrubado por jovem que o puxou em Morelia, no México

Papa Francisco quase é derrubado por jovem que o puxou em Morelia, no México

Quando se aproximou do público para se despedir, o papa despertou a emoção dos jovens e um deles chegou a se jogar em cima do pontífice. O rapaz o agarrou com tanta insistência que Francisco quase perdeu o equilíbrio e caiu em cima de uma criança que estava em uma cadeira de rodas.

Ajudado por seus seguranças e funcionários do Estado-Maior Presidencial, Francisco conseguiu se recuperar do susto e, claramente incomodado, disse em espanhol ao jovem: "Não seja egoísta!".

Imediatamente depois, o sistema de som do estádio solicitou aos presentes que não se aglomerassem em torno ao pontífice, que queria apenas cumprimentá-los.

Já de volta na Cidade do México, antes que o papa entrasse na Nunciatura Apostólica para passar a noite, o chefe dos seguranças do líder católico, Domenico Giani, disse "piano, piano" (devagar, devagar) às pessoas reunidas no local para receber o pontífice. / EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX