AP Photo/Lee Jin-man
AP Photo/Lee Jin-man

Jovens sul-coreanos protestam vestidos de Papai Noel pela renúncia de Park

Presidente sofreu processo de impeachment no Parlamento por envolvimento em um escândalo de corrupção

O Estado de S.Paulo

24 Dezembro 2016 | 13h34

SEUL - Uma grande multidão de sul-coreanos tomou as ruas de Seul neste sábado, 24, pelo nono fim de semana seguido para exigir a renúncia imediata da presidente Park Geun-hye, que sofreu um processo de impeachment no Parlamento por envolvimento em um escândalo de corrupção.

Cerca de 200 jovens vestidos de Papai Noel deram presentes a algumas das cerca de 200 mil pessoas que participaram do protesto, muitas das quais levaram seus filhos.

O evento transcorreu de forma festiva, com música e discursos feitos a partir de um palco montado numa grande praça a poucos quarteirões da Casa Azul, residência oficial da presidente. "Vai ser um Feliz Natal se Park Geun-hye renunciar!", gritava a multidão.

Park Chans, um jovem de 25 anos, disse que o objetivo do protesto era buscar o fim da presidência de Park rumo a um ano novo para o país, com os acusados de corrupção e tráfico de influência sendo responsabilizados pelos seus atos. "Espero que no ano novo este país seja um lugar melhor para viver", disse.

O impeachment de Park pela violação de seu dever constitucional como líder está sendo revisado pela Corte Constitucional, que tem até 180 dias, contados a partir de 9 de dezembro, para decidir se apoia a investida ou se restabelece a líder.

O escândalo de corrupção de Park envolve sua amiga Choi Soon-sil, acusada de abuso de poder e fraude ao pressionar empresas a contribuirem com fundações que foram criadas para promover suas iniciativas políticas. Park negou o crime, mas pediu desculpas por descuido em seus laços com Choi. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Protesto Park Geun-hye

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.