EFE
EFE

Juíza espanhola emite ordem de prisão contra líder catalão, diz advogado

De acordo com Paul Bekaert, decisão indica que Madri apresentará pedido de extradição aos promotores federais em Bruxelas; Carles Puigdemont, que se refugiou na Bélgica, promete apelar e diz que só volta ao seu país se tiver 'garantias'

O Estado de S.Paulo

02 Novembro 2017 | 21h45

BRUXELAS - Uma juíza espanhola emitiu uma ordem de prisão europeia contra o governador destituído da Catalunha, Carles Puigdemont, afirmou nesta quinta-feira, 2, o advogado do líder independentestista a uma emissora belga.

Líderes separatistas catalães são presos; MP pede detenção de ex-governador

"Acabo de receber uma mensagem do meu cliente de que efetivamente foi emitida [uma ordem] contra o presidente e outros quatro ministros que estão na Bélgica", disse o advogado Paul Bekaert à rede VRT. 

Destituído na semana passada de suas funções pelo governo central espanhol, Puigdemont viajou para Bruxelas no começo da semana, deixando de cumprir uma convocação da Justiça espanhola para que prestasse depoimento nesta quinta. 

"Em termos práticos, significa que a Justiça da Espanha apresentará a solicitação de extradição aos promotores federais em Bruxelas", completou Bekaert, garantindo que seu cliente apelará de uma eventual ordem de extradição.

Perguntado se Puigdemont ficará na Bélgica, Bekaert respondeu: "É claro. (Ele) prometeu cooperar plenamente com as autoridades belgas".

No mais recente capítulo da pior crise política na Espanha das últimas décadas, a juíza Carmen Lamela ordenou nesta quinta-feira a prisão do vice-presidente regional, Oriol Junqueras, e de outros sete membros do gabinete de Puigdemont, acusados de sedição, rebelião e malversação de recursos públicos. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.