Kerry diz que alerta de terror virou piada

O candidato do Partido Democrata à Presidência dos EUA, John Kerry, diz em entrevista à revista Rolling Stone que se for eleito porá fim ao sistema de alerta de terrorismo baseado em cores, adotado pelo Departamento de Segurança Interna do governo de seu adversário, George W. Bush. "Acho que os americanos, é triste dizer, riem" dos alertas, afirmou Kerry na entrevista, que será publicada na sexta-feira. Ele prometeu encontrar "um meio mais inteligente de alertar" os Estados Unidos.

Agencia Estado,

20 Outubro 2004 | 13h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.