Khadafi apóia "legítima defesa" americana

O presidente da Líbia, Muammar Kadafi, classificou os ataques dos Estados Unidos ao Afeganistão como "legítima defesa" americana e acusou o Taleban de ser um grupo de "hipócritas ateus e depravados" que devem ser combatidos. Para ele, a resposta americana é um "legítimo direito de defesa em conseqüência dos atentados terroristas do dia 11 de setembro". "Os Estados Unidos não estão nem queriam ser obrigados a fazer a represália, porque têm força de resposta suficientemente eficaz e não têm necessidade de pedir ajuda", afirmou. Ele disse ainda que o país condena o Taleban. "Estamos contra essa gente e os combateremos como se combate e chegaremos a um novo califato, que nos governe em nome de Alá", concluiu. Leia o especial

Agencia Estado,

07 Outubro 2001 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.