Kirchner revoga decreto que impede extradição de militares

O presidente Néstor Kirchner revogou um decreto que impedia a extradição de ex-militares acusados no exterior de violação dos direitos humanos, durante a ditadura de 1976 a 1983. "O senhor presidente considerou que o decreto é inconveniente e que fere o princípio de igualdade perante a lei... porque estava concedendo tratamento especial" aos ex-militares, anunciou o ministro da Justiça Gustavo Béliz.

Agencia Estado,

25 Julho 2003 | 15h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.