Kosovo vai às urnas pela 1ª vez após independência

O primeiro-ministro de Kosovo, Hashim Thaci, pediu hoje que a minoria sérvia não boicote as primeiras eleições no país desde a sua independência da Sérvia. O premiê disse que a votação de hoje é um teste importante para a nova nação. Esta é a primeira eleição inteiramente controlada pelas autoridades locais. As outras foram coordenadas pela ONU, que tomou o controle de Kosovo da Sérvia em 1999.

AE-AP, Agencia Estado

15 Novembro 2009 | 14h17

Os primeiros indícios são de que os sérvios étnicos estão participando das eleições locais, que até agora não apresentaram grandes tensões ou acusações de fraude. No início, as campanhas eleitorais foram marcadas por tensão entre partidos rivais de albaneses étnicos, receio de fraude e pela possibilidade de um boicote pela minoria sérvia.

Até agora 63 nações reconheceram Kosovo como um país, inclusive os EUA e a maioria da comunidade europeia. A Sérvia é contra o reconhecimento, e nisso tem recebido o apoio de seu aliado tradicional, a Rússia.

Mais conteúdo sobre:
Kosovo eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.