Kremlin acusa Ahmadinejad de 'demagogia'

Em mais um sinal de deterioração da relação Moscou-Teerã, o assessor do Kremlin para assuntos internacionais, Sergei Prikhodko, acusou o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, de "demagogia". Ahmadinejad havia criticado o apoio russo às sanções, insinuando que Moscou havia adotado uma posição pró-EUA. "Nunca ninguém preservou sua autoridade com demagogia. A própria história milenar do Irã é uma prova disso", rebateu Prikhodko. O funcionário do Kremlin disse que o "interesse nacional russo" não é "nem pró-Irã nem pró-EUA". / REUTERS

, O Estado de S.Paulo

27 Maio 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.