1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Líder do Hezbollah protagoniza rara aparição pública

AE - Agência Estado

17 Setembro 2012 | 12h 42

Hassan Nasrallah convocou uma semana de protestos no Líbano contra filme que ridiculariza Maomé

BEIRUTE - O xeque Hassan Nasrallah, líder máximo do grupo libanês pró-iraniano Hezbollah (Partido de Deus), protagonizou nesta segunda-feira, 17, uma rara aparição pública durante um protesto em Beirute. Milhares de pessoas saíram às ruas da capital libanesa para protestar contra ofilme que ridiculariza o profeta Maomé e há dias vem provocando agitação em diversos países islâmicos.

Veja também:

 link Ataque suicida mata 8 na zona de segurança da capital do Iraque

 link Presidente da Assembléia líbia diz que 50 pessoas foram presas por ataque

Trata-se da quinta aparição pública de Hassan Nasrallah em seis anos. Hoje, pela primeira vez desde 2008, ele discursava perante milhares de pessoas. Nasrallah tem evitado aparecer em público desde 2006, quando o braço armado do Hezbollah travou uma sangrenta guerra de 33 dias contra Israel.

No domingo, Nasrallah convocou uma semana de protestos em todo o Líbano para denunciar o filme que ridiculariza Maomé. Nesta segunda-feira, antes da aparição do xeque, os manifestantes entoavam palavras de ordem como "A América é o Grande Satã", "morte a Israel" e "nós nos sacrificaremos por ti, Maomé".

Morte do embaixador

Como forma de protesto contra o filme, o consulado dos EUA em Benghazi foi atacado na última terça-feira, 11 de setembro. O embaixador norte-americano para a Líbia, Christopher Stevens, e outros três diplomatas foram mortos. Um novo vídeo divulgado no Youtube mostra líbios tentando salvar o embaixador:

Com Dow Jones