AP/Markus Schreiber
AP/Markus Schreiber

Líderes de países transmitem condolências à Rússia após acidente aéreo

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente sírio, Bashar al-Assad, lamentaram as mortes de militares e jornalistas que estavam em aeronave russa

O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2016 | 11h11

A chanceler alemã, Angela Merkel, transmitiu neste domingo ao presidente russo, Vladimir Putin, suas condolências pelo acidente do avião Tu-154 que, com 92 pessoas a bordo, caiu neste domingo, 25, no Mar Negro quando se dirigia à Síria.

"Seus pensamentos estão com os parentes das múltiplas vítimas", afirmou em comunicado a vice-porta-voz do executivo alemão, Ulrike Demmer.

O ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, manifestou também a "profunda tristeza" pela "terrível catástrofe" do acidente aéreo, em outro comunicado.

O presidente sírio, Bashar al-Assad, também ofereceu suas condolências a seu colega russo, Vladimir Putin, pelas vítimas do acidente. 

A agência de notícias oficial síria "Sana" informou que Assad enviou uma mensagem a Putin na qual expressou uma "grande tristeza" pelas mortes de "queridos amigos que estavam em caminho à Síria para compartilhar com os sírios sua alegria nas festas (natalinas) e pela vitória na cidade de Aleppo".

O líder destacou, além disso, que "Síria e Rússia são parceiros na luta contra o terrorismo e compartilham alegrias e dores", segundo a agência. Assad também apresentou seu pêsame às famílias e a todo o povo russo. EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.