REUTERS/Pascal Rossignol
REUTERS/Pascal Rossignol

Londres pagará mais 44,5 milhões de libras por segurança no porto de Calais

Local recebe um grande fluxo de imigrantes que tentam chegar ao Reino Unido

O Estado de S.Paulo

18 Janeiro 2018 | 10h09
Atualizado 18 Janeiro 2018 | 22h02

LONDRES - A primeira-ministra britânica, Theresa May, ofereceu nesta quinta-feira à França 44,5 milhões de libras (cerca de R$ 198,4 milhões) para reforçar as fronteiras francesas e para a manutenção da segurança em Calais, porto francês por onde transita um grande fluxo de imigrantes com direção ao Reino Unido.

+ Macron afirma que não permitirá nova 'selva' de imigrantes em Calais

O objetivo é aprofundar a cooperação entre os dois países e promover a boa vontade nas negociações do Brexit. 

+ Refugiados de Calais recomeçam a vida na França

Durante as conversas com o presidente francês, Emmanuel Macron, em Sandhurst, May buscou demonstrar que o Reino Unido ainda tem muito a oferecer à França e a outros membros da União Europeia, à medida que negocia as condições de saída do país do bloco.

Reveja: Imigrantes que deixaram Calais chegam aos abrigos

Em virtude dos acordos de Touquet, em vigor desde 2004, a fronteira britânica com a França está instalada na costa francesa, onde agentes britânicos fazem o controle milhares de imigrantes que convergem no porto de Calais. A maior parte deles almeja chegar ao Reino Unido.

Nos últimos três anos, o governo britânico contribuiu com cerca de 100 milhões de libras no setor. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.