AFP PHOTO / JUAN BARRETO
AFP PHOTO / JUAN BARRETO

Maduro ameaça encurtar mandatos do Legislativo para 60 dias

Chavista promete referendo para diminuir mandato de deputados, caso oposição aprove votação para tirá-lo do poder na Venezuela

O Estado de S. Paulo

07 Abril 2016 | 20h23

CARACAS - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ameaçou nesta quinta-feira, 7, diminuir o mandato da Assembleia Nacional, caso a oposição siga tentando tirar ele do poder.

Em ato governista em Caracas, o presidente anunciou que “examinaria com atenção” a proposta do jurista chavista Herman Escarra para diminuir o mandato da Assembleia de cinco anos para 60 dias por meio de um referendo - uma proposta similar à analisada pela Mesa de Unidade Democrática (MUD) para encurtar o mandato do líder bolivariano. 

“Se eu vir a possibilidade de tirar os golpistas da Assembleia eu ativarei a vontade popular para ter o apoio”, disse. A emenda, segundo o jurista, poderia ser aprovada pelo Conselho de Ministros, sem passar pelo legislativo. 

Desde a vitória da oposição nas eleições legislativas de dezembro, o Executivo tem recorrido ao Judiciário, que conta com juízes simpáticos ao governo, para anular decisões contrárias a seu interesse. 

No mês passado, a MUD prometeu tentar tirar Maduro do poder via referendo revogatório ou emenda constitucional - vias que, em tese, não passam pelo crivo da Justiça e são prerrogativas do Parlamento. /REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Chavismo Nicolás Maduro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.