Mães visitam filhos presos no Irã e pedem liberdade

As mães de três americanos presos no Irã desde julho foram autorizadas a vê-los ontem. Com as cabeças coberta com o véu islâmico, elas pediram a liberdade dos filhos durante o encontro, em um hotel de Teerã. Shane Bauer, de 27 anos, Sarah Shourd, 31, e Josh Fattal, 27, foram detidos sob a acusação de espionagem. Eles dizem que praticavam montanhismo no Curdistão, norte do Iraque, e cruzaram a fronteira por engano.

TEERÃ, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2010 | 00h00

A prisão complicou ainda mais as relações entre Irã e EUA, já abaladas por causa do programa nuclear iraniano. Os três estão detidos na prisão de Evin, em Teerã. Ontem, eles contaram a jornalistas que, em geral, são bem tratados. O grupo relatou ainda que não recebeu acusações formais nem foi informado sobre o que ocorrerá no futuro. Como EUA e Irã não mantêm relações diplomáticas, a embaixada da Suíça representa os interesses americanos no país. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.