AP Photo/Manu Fernandez
AP Photo/Manu Fernandez

Maior grupo editorial da Espanha transferirá sede de Barcelona para Madri 

Decisão foi tomada diante da 'insegurança jurídica que aconteceria na Catalunha' com a declaração de independência de hoje

O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2017 | 17h42

BARCELONA - O Grupo Planeta, maior conglomerado editorial e audiovisual da Espanha, confirmou nesta terça-feira, 10, que transferirá sua sede de Barcelona para Madri depois que o presidente da região da Catalunha, Carles Puigdemont, declarou a independência da região, ainda que logo depois tenha suspendido seus efeitos. 

+ Conselho da Europa rejeita mediação internacional na Catalunha

 

Um porta-voz do grupo espanhol confirmou à agência de notícias EFE o comunicado divulgado na segunda-feira que falou sobre essa decisão.  Nele, a empresa informa que a decisão foi adotada pelo seu conselho de administração "diante da insegurança jurídica que aconteceria" na Catalunha. O conselho também avaliou a proteção dos "interesses de seus acionistas, funcionários e do projeto empresarial".

O porta-voz afirmou que o ato do presidente regional catalão de suspender os efeitos da declaração não mudaria em nada o posicionamento do grupo editorial. "A decisão está tomada e o conselho administrativo não terá de voltar a se reunir" para avaliar de novo a decisão, afirmou a fonte. 

O conglomerado argumentou que "a transferência de sede não exigirá uma realocação de funcionários, já que conta com sedes operacionais em diversas cidades da Espanha".

Em 2012, o então presidente do grupo, José Manuel Lara Bosch, que morreria três anos depois, disse que se a Catalunha se declarasse independente, o Planeta deixaria a região e se mudaria para "Madri, Cuenca ou Zaragoza". 

Em outubro de 2015, o herdeiro José Manuel e o atual presidente, José Creuheras, manifestaram a "vontade inequívoca" de respeitar os desejos de Lara Bosch. / EFE 

Mais conteúdo sobre:
Espanha [Europa] Catalunha [Espanha]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.