1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Maioria do gás de xisto da China está em regiões secas

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2014 | 12h 25

A China tem as maiores reservas de gás natural de xisto do mundo, mas cerca de 60% dos depósitos estão localizados em regiões com recursos hídricos escassos, onde a agricultura e a indústria já disputam o uso da água.

De acordo com pesquisa do grupo norte-americano World Resources Institute, a condição das reservas chinesas complica a sua exploração. A mineração do recurso requer grandes quantidades de água, misturadas com produtos químicos capazes de quebrar as pedras de xisto para liberar o gás natural.

Os chineses querem explorar o gás de xisto para fornecer energia limpa para o crescimento da economia e desligar usinas poluentes movidas a carvão. Mas a China enfrenta hoje uma das piores secas dos últimos cinquenta anos, que já atingiu boa parte das províncias centrais dependentes do cultivo agrícola.

Segundo o instituto, 38% dos depósitos mundiais de gás de xisto estão localizados em regiões com recursos hídricos escassos. China, Argentina e Argélia possuem as maiores reservas do mundo. Fonte: Associated Press.