1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Mais de 2.400 morrem no Iraque em junho, diz ONU

AE - Agência Estado

01 Julho 2014 | 04h 05

Mais de 2.400 pessoas foram mortas no Iraque em junho, que se tornou o mês mais mortal para o país neste ano, afirmou a Organização das Nações Unidas (ONU).

A missão da ONU no Iraque informou em comunicado que ao menos 2.417 pessoas foram mortas no país em atos de terrorismo e violência. O número inclui 1.531 civis e 886 membros das forças de segurança do Iraque. Outros 2.287 iraquianos foram feridos. Essa contagem não inclui as vítimas na província de Anbar, que é amplamente controlada pelos militantes sunitas.

Em junho o grupo radical sunita Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL, na sigla em inglês) intensificou o combate ao governo iraquiano, assumindo o controle de várias cidades e marchando em direção à capital Bagdá.

Durante o fim de semana, o EIIL, que controla territórios na Síria e no Iraque, declarou formalmente a criação de um califado islâmico. Eles exigiram fidelidade de muçulmanos em todo o mundo. Fonte: Associated Press.