Reuters/Richel V. Umel
Reuters/Richel V. Umel

Mais de mil pessoas são retiradas após erupção de vulcão nas Filipinas

Nas últimas 24 horas centenas de famílias de localidades próximas foram deslocadas para centros especiais na região

O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2018 | 07h30

MANILA - Mais de mil pessoas foram retiradas devido às erupções de um vulcão ao leste das Filipinas, que geraram uma nuvem de gases e cinzas, informaram, neste domingo, 14, autoridades locais, que decretaram o alerta na região.

O vulcão Mayon, situado a sudeste da ilha de Luzon, a cerca de 350 quilômetros de Manila, entrou em erupção até três vezes nas últimas 24 horas, a primeira delas na tarde do sábado, 13, e a última neste domingo, indicou a agência sismológica das Filipinas.

Nas últimas 24 horas centenas de famílias de localidades próximas foram evacuadas para centros especiais na região, informou a Polícia da província de Albay.

As autoridades aconselharam à população a não se aproximar a uma distância de 6 quilômetros do vulcão e decretaram o nível de alerta 2, que indica "crescente preocupação" devido à possibilidade de erupções mais fortes e perigosas.

O aumento do nível de alerta implica que a atividade do Mayon poderia ser de "origem magmática, o que poderia provocar mais erupções freáticas ou conduzir finalmente a eruções magmáticas perigosas", segundo a agência. /EFE

+++ LEIA TAMBÉM: Tempestade tropical Tembin deixa mais de 200 mortos nas Filipinas

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.