Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Malala diz estar 'inconsolável' com ataque a escola no Paquistão

Internacional

FREDRIK VARFJELL / AFP

Malala diz estar 'inconsolável' com ataque a escola no Paquistão

A adolescente de 17 anos foi alvejada na cabeça pelo Taleban, no Paquistão, dois anos atrás, como punição por defender o direito das meninas à educação

0

O Estado de S. Paulo

16 Dezembro 2014 | 13h00

LONDRES - Malala Yousafzai declarou estar "inconsolável" com o ataque a uma escola no Paquistão que deixou mais de 140 mortos, dentre eles muito estudantes. A ganhadora do Nobel da Paz deste ano afirmou, em comunicado divulgado nesta terça-feira, 16, que "crianças inocentes em suas escolas não pertencem a uma situação de horror como esta".

Malala declarou que ela e milhões de outras pessoas choram "por essas crianças, meus irmãos e irmãs, mas nunca seremos derrotados".

A adolescente de 17 anos foi alvejada na cabeça pelo Taleban, no Paquistão, dois anos atrás, como punição por defender o direito das meninas à educação. Ela se recuperou após várias cirurgias e atualmente vive e estuda na cidade de Birmingham, na Grã-Bretanha. Malala declarou que se mantém "unida" com o governo e as Forças Armadas do Paquistão em sua resposta ao ataque. / ASSOCIATED PRESS 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.