1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Médico morre vítima de Ebola em Port Harcourt, centro petrolífero na Nigéria

REUTERS

28 Agosto 2014 | 10h 01

Um médico na cidade de Port Harcourt, polo industrial petrolífero da Nigéria, morreu vítima de Ebola após ter sido infectado por um homem ligado ao primeiro caso registrado no país mais populoso da África, disse o Ministério da Saúde nigeriano nesta quinta-feira.

O porta-voz do Ministério da Saúde, Dan Nwomeh, disse em sua conta no Twitter que o médico havia realizado os primeiros atendimentos a Patrick Sawyer, o liberiano que trouxe o Ebola para Lagos. A morte do médico aumenta para seis o número de morte causadas pelo Ebola na Nigéria.

O número total de casos registrados subiu para 15, disse Nwomeh. Um dos infectados é esposa do médico morto, que demonstra sintomas de Ebola e aguarda o resultado dos exames.

Port Harcourt fica no coração da indústria de petróleo nigeriano, que produz 2 milhões de barris por dia, a maior da África, e é um centro para expatriados que trabalham nas principais petroleiras internacionais.

Nwomeh disse que 70 pessoas que tiveram contato com o médico estão agora sob monitoramento em Port Harcourt.

Não ficou imediatamente claro que impacto teria a disseminação do Ebola sobre a produção de petróleo.

(Reportagem de Tim Cocks)