Menina palestina de 10 anos é morta a tiros em Gaza

Soldados israelenses mataram a tiros uma menina palestina de 10 anos e outro palestino em dois incidentes separados durante a ofensiva de Israel pelo norte da Faixa de Gaza, informam testemunhas e hospitais. As mortes elevam o número de palestinos mortos a 86 desde o início da ofensiva, em 29 de setembro. O objetivo da operação é impedir que radicais palestinos disparem foguetes contra cidades israelenses próximas. Pelo menos metade dos mortos eram civis, 18 deles com idade de 16 anos ou menos. A menina Samah Samir Nassar foi baleada no estômago e na perna esquerda na rua, em frente da casa de sua família. Foi levada a uma clínica local, mas não sobreviveu. O exército de Israel diz que, na mesma região, soldados israelenses foram alvejados por mísseis antitanque e retaliaram. Não está claro se Samah foi atingida nessa troca de tiros. Mais tarde, um helicóptero disparou um míssil contra três palestinos que tentavam plantar uma bomba ao norte do campo de refugiados de Jebaliya. O míssil matou um dos homens que trabalhavam na bomba e feriu outros cinco.

Agencia Estado,

08 Outubro 2004 | 15h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.