Assine o Estadão
assine

Internacional

Angela Merkel

Merkel sobe o tom contra crimes cometidos por imigrantes

'O direito ao asilo pode ser perdido se uma pessoa é colocada em condicional ou presa', disse a chanceler alemã

0

Reuters,
O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2016 | 17h47

MAINZ/COLÔNIA - Imigrantes que cometeram crimes devem perder o direito ao asilo, disse neste sábado, 9, a chanceler alemã, Angela Merkel, subindo o tom enquanto milhares de pessoas protestam em Colônia devido aos ataques sexuais contra mulheres ocorridos na véspera do Ano Novo.

Quase duas dúzias de refugiados estão entre os suspeitos de realizar os ataques, disse a polícia nesta semana, aumentando as tensões sobre a imigração e causando críticas à recusa de Merkel de impor limites ao número de imigrantes que entram na nação.

"O direito ao asilo pode ser perdido se uma pessoa é colocada em condicional ou presa", disse Merkel após encontro com a liderança do seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU).

"Reincidentes que repetidamente roubam ou afrontam mulheres devem sentir a força total da lei", disse Merkel a jornalistas em Mainz, prometendo uma redução no fluxo de imigrantes no longo prazo.

Sob as leis alemãs, os refugiados em busca de asilo só são deportados se forem sentenciados a pelo menos três anos de prisão, desde que suas vidas não corram risco no país natal.

Cerca de 1.700 policiais estão nas ruas de Colônia enquanto os manifestantes, inclusive membros do movimento anti-Islã PEGIDA, aguardam autorização para marchar pela cidade.

(Reportagem de Andreas Rinke e Joseph Nasr)

Mais conteúdo sobre:

Comentários