REUTERS/Yuri Gripas
REUTERS/Yuri Gripas

Michelle Obama afirma que não irá concorrer a cargo político

A ex-primeira-dama apareceu pela primeira vez desde que deixou a Casa Branca; ela esteve em uma conferência sobre arquitetura, em Orlando

O Estado de S.Paulo

29 Abril 2017 | 08h56

ORLANDO - Em seu primeiro discurso após deixar a Casa Branca, a ex-primeira-dama, Michelle Obama, afirmou que não irá concorrer a cargo político. Segundo a CNN, ela disse que não pediria isso novamente às suas filhas.

Michelle Obama participou de um evento sobre arquitetura, em Orlando, na Flórida, na quinta-feira, 27. A ex-primeira-dama disse, porém, que continuará a exercer trabalhos em favor de mulheres ao redor do mundo, principalmente temas ligados à educação, saúde, economia e violência. Nenhuma filmagem foi permitida durante a apresentação dela.

A ex-primeira-dama destacou que, agora, as filhas Sasha e Malia podem abrir suas janelas, algo que não era permitido na Casa Branca. “Amigos estão surpresos porque agora eu abro a porta”, ressaltou. Porém, as meninas cresceram na Casa Banca, e ficaram com lágrimas nos olhos quando Donald Trump e Melania Trump se mudaram para a residência oficial. Ainda sobre a nova rotina, Michelle Obama acrescentou que os seus cães Bo e Sunny nunca ouviram uma campainha antes porque não existia na Casa Branca.

De acordo com a CNN, a ex-primeira-dama disse que a família irá morar em Washington até a filha mais nova, Sasha, se formar no ensino médio em 2019.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.