Militares destituem primeiro-ministro de Mianmá

O primeiro-ministro de Myanmar (antiga Birmânia), general Khin Nyunt, o poderoso chefe da inteligência militar, foi destituído de seu cargo. Ele foi posto em prisão domiciliar acusado de corrupção administrativa. "Khin Nyunt foi destituído de seu cargo, mas Myanmar ainda não fez um anúncio formal", disse o primeiro-ministro tailandês, Thaksin Shinawatra. Shinawatra não disse o nome de quem assumiria no lugar de Khin Nyunt, mas informou que o próximo alto funcionário viria do seleto círculo do general Than Shwe, chefe da junta militar de Myanmar. A destituição de Khin Nyunt, um membro moderado do regime, pode representar um maior predomínio do poder dos generais da linha radical e o congelamento do complicado processo de reconciliação com o movimento de oposição, dirigido por Aung San Suu Kyi, a laureada com o prêmio Nobel da Paz.

Agencia Estado,

19 Outubro 2004 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.