Assine o Estadão
assine

Internacional

terror na Europa

Ministra belga diz que, no momento, são 31 mortos e 260 feridos nos atentados

Maggie De Block afirmou que o número atual de vítimas ainda pode aumentar e que o processo de identificação das vítimas está sendo ‘particularmente complexo’

0

O Estado de S. Paulo

23 Março 2016 | 08h21

BRUXELAS - Os atentados ocorridos no aeroporto internacional de Zaventem e no metrô de Bruxelas na terça-feira causaram, até o momento, "31 mortes e 260 feridos", disse nesta quarta-feira, 23, a ministra da Saúde, Maggie De Block, em declarações à emissora local Radio 1 VRT.

"O número atual pode aumentar", disse a ministra, que admitiu que a identificação das vítimas está sendo "particularmente complexa".

"Algumas pessoas estão em um estado de coma induzido, enquanto outras se encontram em terapia intensiva e têm ferimentos graves", explicou De Block. A primeira preocupação é com a saúde das vítimas, ressaltou a ministra.

O ministro de Relações Exteriores da Bélgica, Didier Reynders, disse, por sua vez, que entre as vítimas dos dois atentados há pessoas de cerca de 40 nacionalidades, em declarações à agência de notícias Belga.

Os atentados em Bruxelas deixaram um rastro de destruição, mortes e de sobreviventes queimados ou mutilados que chocou pela violência não apenas a Bélgica, mas toda a Europa. As imagens registradas por circuitos de TV ou cinegrafistas amadores mostraram a força das explosões suicidas. /EFE

Comentários