Ministro chinês reafirma aliança com Coreia do Norte

China é a principal fonte de ajuda econômica e apoio diplomático ao regime de Pyongyang

Agência Estado e Associated Press,

23 Novembro 2009 | 16h25

Os ministros da Defesa da China e da Coreia do Norte reafirmaram o compromisso de fortalecer a aliança de 60 anos entre os dois países, informou nesta segunda-feira, 23, a mídia estatal da Coreia do Norte, em meio a tentativas renovadas de trazer de volta o país comunista às conversações de desarmamento.

O ministro da Defesa da China, Liang Guanglie, chegou à capital da Coreia do Norte no domingo, informou a emissora APTN a partir de Pyongyang. Ele é o mais recente funcionário de alto escalão da China a visitar a Coreia do Norte durante as comemorações dos 60 anos de amizade entre os dois regimes comunistas.

A China, que apoiou a Coreia do Norte durante a Guerra da Coreia (1950-1953), é a principal fonte de ajuda econômica e apoio diplomático ao regime de Pyongyang.

"Nenhuma força na terra pode quebrar a unidade dos exércitos e dos povos dos dois países e ela irá durar para sempre", disse Liang durante um banquete de boas vindas no domingo, informou a Agência Central de Notícias da Coreia. Liang acrescentou que a China se esforçará para consolidar ainda mais os laços bilaterais com a Coreia do Norte.

Mais conteúdo sobre:
China Coreia do Norte aliança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.