Moral de americanos no Afeganistão caiu, diz Exército

O Exército dos Estados Unidos afirmou hoje que o moral das tropas americanas caiu no Afeganistão, onde os soldados enfrentam um recorde de violência na guerra de oito anos. Uma nova pesquisa realizada no campo de batalha encontrou sinais de depressão, ansiedade e outros problemas psicológicos do mesmo tipo, como ocorrido em 2007. A novidade é a queda significativa no moral das tropas.

AE-AP, Agencia Estado

13 Novembro 2009 | 14h41

O Exército também informou que há falta de funcionários do setor de saúde para auxiliar os soldados, em parte pelo reforço nas tropas iniciado neste ano pelo presidente Barack Obama. Os esforços já em andamento para trazer mais trabalhadores do setor de saúde para a guerra foram em parte dificultados pelo ataque na semana passada em Fort Hood, uma base militar no Texas.

Um psiquiatra do Exército foi acusado pelas 13 mortes, ocorridas pouco antes de ele ser enviado para o Afeganistão. Alguns dos mortos e feridos também seguiriam para trabalhar no conflito.

Mais conteúdo sobre:
Afeganistão guerra EUA tropas moral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.