1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Navio quebra-gelo desencalha após dois dias na Antártica

Associated Press

19 Novembro 2009 | 11h 22

Capitão Khlebnikov levava mais de cem turistas, cientistas e jornalistas para cruzeiro na região

Turistas aproveitaram parada para sobrevoar a ára de helicóptero. Foto: John Weller/Reuters

 

MOSCOU - Um navio russo quebra-gelo carregando mais de cem turistas, cientistas e jornalistas em uma viagem pela Antártica que havia encalhado na última segunda-feira está conseguindo se mover e está a cerca de cem metros de chegar a águas navegáveis, informaram nesta quinta-feira, 19, os proprietários da embarcação.

 

Veja também:

blog Abaixo de Zero: Blog do Estadão na Antártica 

 

O quebra-gelo Capitão Khlebnikov havia encalhado em uma ilha no Mar de Weddel. A embarcação deveria ter chego a Ushuaia, na Argentina, na terça-feira, mas agora não deve atingir terra firma antes do fim de semana. As autoridades garantem que as pessoas a bordo do navio não corriam nenhum perigo e até usaram a parada não planejada para sobrevoar a área com um helicóptero.

 

Segundo a porta-voz da Fareastern Shipping, Tatyana Kulikova, o Capitão Khlebnikov estava a cem metros de águas navegáveis e só não se livrou completamente do gelo por conta da densa neblina na região que prejudicou a visibilidade. "O capitão e a tripulação estão aguardando o melhor momento para iniciar o deslocamento para as águas navegáveis", disse a funcionária.