1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Nos EUA, pirata somali vai passar 30 anos preso

AE - Agência Estado

07 Abril 2011 | 17h 52

Um pirata somali que já havia sido condenado a 30 anos de prisão por atacar um navio da Marinha dos Estados Unidos na costa da Somália foi sentenciado hoje por atacar um navio dinamarquês, o que liga ele e outros piratas a um resgate de US$ 1,7 milhão.

Jama Idle Ibrahim foi condenado por um juiz federal de Washington a cumprir pena de 25 anos por sua participação no ataque contra o navio dinamarquês CEC Future. Mas como a sentença vai correr juntamente com a pena de 30 anos já imposta no caso no navio da Marinha, Ibrahim não vai cumprir uma pena adicional.

O caso é considerado único porque trata-se da primeira vez em que um pirata capturado num navio e que recebeu resgate é processado nos Estados Unidos. Em 2008, Ibrahim e outros piratas tomaram o CEC Future e mantiveram a embarcação por mais de dois meses, antes de receberem um resgate de US$ 1,7 milhão. As informações são da Associated Press.