1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Nova geração pede protagonismo, diz rei da Espanha sobre renúncia

JAMIL CHADE - CORRESPONDENTE

02 Junho 2014 | 08h 33

Segundo Juan Carlos, príncipe Felipe tem a maturidade, preparação e o sentido de responsabilidade necessários para assumir o trono

GENEBRA - O rei da Espanha, Juan Carlos, explicou em discurso à nação nesta segunda-feira, 2, sua decisão de abdicar do trono espanhol em favor de seu filho Felipe, o príncipe de Astúrias. Segundo ele, o momento de crise econômica que vive a Espanha exige que o país seja conduzido por uma geração mais nova. O monarca disse estar convencido de ter feito o melhor serviço possível ao povo espanhol e decidiu abdicar quando completou 76 anos, em janeiro.

"Considerei que chegou o momento de preparar o terreno para dar lugar a quem se encontra nas melhores condições de assegurar a estabilidade", disse o rei.  "A crise econômica foi profunda e deixou cicatrizes no tecido social. Uma nova geração pede papel protagonista. Hoje, merece passar à primeira linha uma geração mais jovem."

Ainda de acordo com Juan Carlos, Felipe encarna a estabilidade que é a principal identidade da instituição monarca. "O príncipe de Astúrias tem a maturidade, preparação e o sentido de responsabilidade necessários para assumir com plenas garantias a chefia de Estado."

O rei agradeceu ainda ao povo espanhol e todas as instituições do Estado que contribuíram com ele durante seu reinado. "Todos me ajudaram com generosidade e lealdade para que eu cumprisse as minhas funções."

Estadão
Organograma da monarquia espanhola