Alren Beronio/AFP
Alren Beronio/AFP

Número de mortos aumenta na passagem da tempestade Kai-Tak nas Filipinas

A tormenta perdeu força durante o fim de semana; o número de afetados chegou a 221.953

O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2017 | 13h02

Mais de 30 pessoas morreram, grande parte devido aos deslizamentos de terra, na passagem da tempestade Kai-Tak na região central das Filipinas, segundo informações das agências governamentais locais. 

Sofronio Dacillo Jr., funcionário da agência de resposta a desastres, declarou à The Associated Press que 26 moradores morreram em deslizamentos registrados em diferentes pontos da província de Biliran. Gerry Boy Espina, governador da província, deve propor amanhã às autoridades a declaração do estado de calamidade na região. 

O número de afetados chegou a 221.953, entre os quais 87.719 estão abrigados em 264 centros de evacuados, enquanto 198 são atendidos fora destes centros.

A tempestade perdeu força durante o fim de semana e passou a registrar ventos sustentados de 55 km/h perto do centro e rajadas de até 80 km/h, movendo-se em direção ao sudoeste a 15 km/h, informou neste domingo, 17, o serviço meteorológico filipino.

Cinquenta e sete voos nacionais foram cancelados desde a última quarta-feira, 13, por causa do mau tempo, vinte e um deles só neste domingo.

(Com informações de EFE e AP)

Mais conteúdo sobre:
tempestade Filipinas [Ásia] Desastre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.