1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Obama diz que não enviará tropas para combater Isil no Iraque

O Estado de S. Paulo

13 Junho 2014 | 13h 14

Presidente americano pediu que equipe de Segurança preparasse opções de ajuda ao governo iraquiano contra os insurgentes sunitas 

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou que não enviará tropas americanas ao Iraque para combater os insurgentes sunitas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (Isil, na sigla em inglês), que já tomaram o controle de diversas cidades no país, mas disse que dará suporte ao governo iraquiano.

"Não vamos mandar tropas americanas de volta ao combate, mas pedi que minha equipe de segurança prepare novas opções e irei analisá-las nos próximos dias", afirmou o presidente americano em pronunciamento nesta sexta-feira, 13, na Casa Branca. Obama afirmou que Washington está monitorando a situação no Iraque e se preocupa com os "ganhos significativos do Isil nos últimos dias".

Em meio ao avanço dos insurgentes, o número de pessoas mortas depois que militantes sunitas islamitas invadiram a cidade de Mossul no começo da semana pode chegar a centenas, disse o porta-voz da área de direitos humanos da ONU, Rupert Colville.

"Faremos nossa parte, mas entendemos que depende do Iraque resolver os problemas dele", disse Obama em seu discurso, ressaltando que apenas enviar ajuda militar não encerrará a crise no país.