1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Obama não planeja visitar base de Guantánamo durante visita a Cuba

- Atualizado: 03 Março 2016 | 08h 49

Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca, disse 'não esperar' que presidente vá até a prisão enquanto estiver na ilha, nos dias 21 e 22; plano de fechar Guantánamo não inclui devolução do território

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, não planeja visitar a base naval de Guantánamo durante sua visita a Cuba nos próximos dias 21 e 22 de março, afirmou na quarta-feira o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest. "Não espero que o presidente vá visitar a base na baía de Guantánamo", disse Earnest em sua entrevista coletiva diária.

Obama apresentou na semana passada um novo plano para tentar fechar a prisão para suspeitos de terrorismo situada na base de Guantánamo por meio da transferência de entre 30 a 60 presos para o território americano, um objetivo que tenta concretizar ao longo de toda sua presidência.

Portão de entrada do Campo 6 da prisão de Guantánamo
Portão de entrada do Campo 6 da prisão de Guantánamo

Durante o processo de normalização das relações bilaterais, Cuba insistiu em reivindicar a devolução do território ocupado pela base naval desde 1898, quando os EUA ocuparam militarmente a ilha após vencer a Espanha na guerra hispânico-americana.

Porém, os EUA não deram até agora nenhuma indicação de estarem dispostos a isso, e o secretário de Estado, John Kerry, garantiu na semana passada que não está ciente de "nenhum plano" do governo americano para devolver o território a Cuba se a prisão for mesmo fechada.

"Eu me oporia pessoalmente a isso", comentou Kerry durante uma audiência na Câmara dos Representantes.

A viagem de Obama a Cuba - a primeira à ilha de um presidente americano em exercício em 88 anos - incluirá, por outro lado, uma visita ao Estádio Latino-Americano de Havana, onde assistirá um amistoso de beisebol entre uma equipe da Flórida e a seleção de Cuba, segundo informou a Casa Branca. / EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX