Obama quer política séria contra corrupção no Afeganistão

Presidente afirma que seu país não pode ficar de braços cruzados esperando o problema desaparecer

Associated Press,

03 Novembro 2009 | 16h27

A Casa Branca disse nesta terça-feira, 3, que os EUA não podem continuar com a mesma política que manteve sobre a corrupção no Afeganistão e esperar resultados mais satisfatórios.

 

Veja também:

especialEspecial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão

 

O porta-voz do governo americano, Robert Gibbs, disse que a embaixada americana em Cabul está trabalhando com o presidente eleito Hamid Karzai para tornar o governo no Afeganistão mais consistente.

 

Gibbs disse, entretanto, que Obama quer uma política séria para acabar com a corrupção no país e que o presidente acredita que os EUA não podem ficar de braços cruzados esperando o problema não desaparecer.

 

Na segunda-feira, Karzai foi considerado vencedor das eleições presidenciais no Afeganistão após o candidato de oposição, o ex-ministro do Exterior Abdullah Abdullah, anunciar a retirada de sua candidatura na disputa do segundo turno.

Mais conteúdo sobre:
Obama EUA Afeganistão Karzai corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.