Ofensiva em Gaza deixou 107 mortos, 700 desabrigados

A recente ofensiva de 17 dias promovida por Israel contra o norte da Faixa de Gaza resultou em 107 mortos, quase 700 desabrigados e mais de US$ 3 milhões em danos a propriedades, anunciou a UNRWA, iniciais em inglês da agência da ONU responsável pela ajuda humanitária aos palestinos. A operação "Dias de Penitência" foi iniciada pelo Exército de Israel em 29 de setembro, em retaliação a disparos de foguetes contra cidades israelenses que deixaram cinco israelenses mortos ao longo dos últimos meses. Na mais sangrenta campanha promovida por Israel em mais de quatro anos de levante palestino, mais de 200 veículos blindados e 2.000 soldados patrulharam a região norte da Faixa de Gaza sob o pretexto de impedir disparos de mísseis contra comunidades israelenses. Durante a campanha, 107 palestinos foram mortos e 431 ficaram feridos, divulgou na UNRWA. Noventa e uma casas foram demolidas, deixando 675 palestinos desabrigados, prosseguiu a agência. Além disso, 101 casas abrigando 833 pessoas sofreram algum tipo de dano. De acordo com a UNRWA, seriam necessários US$ 2,5 milhões somente para reconstruir os imóveis residenciais destruídos.

Agencia Estado,

22 Outubro 2004 | 16h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.