ONU denuncia precárias condições de saúde em campos de refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) denunciou hoje uma piora nas condições sanitárias nos acampamentos para refugiados afegãos situados nas áreas limítrofes do Baluchistão, no Paquistão. "Nos últimos três dias - informou a Acnur - os operadores médicos presentes no campo de permanência temporária de Killi Faizo, no sul do Paquistão - próximo à fronteira com o Afeganistão -, registraram um aumento no número das pessoas gravemente enfermas ou desnutridas, entre elas uma criança de um ano e outra de doze. Em um dos casos se suspeita de poliomielite." Segundo a Acnur, "os refugiados afegãos que chegam a Killi Faizo dizem que as condições de saúde no acampamento de Spin Boldak - um campo no interior do Afeganistão controlado pelos talebans - estão piorando rapidamente". Segundo os médicos da Acnur, as pessoas que ao longo do trajeto para o Paquistão passaram pelo campo de Spin Boldak falam sobre casos de grave desnutrição e disenteria entre as crianças, e teme-se que os casos de Killi Faizo sejam reflexo de um problema muito mais sério do outro lado da fronteira.

Agencia Estado,

31 Outubro 2001 | 21h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.