Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Países latino-americanos condenam escalada de violência nas manifestações na Venezuela

Internacional

Cristian Hernández/EFE

Países latino-americanos condenam escalada de violência nas manifestações na Venezuela

Governos de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai lamentaram em nota a perda de vidas nos protestos

0

Lu Aiko Otta ,
O Estado de S.Paulo

21 Abril 2017 | 14h16

BRASÍLIA – Os governos de 11 países latino-americanos condenaram em uma nota nesta sexta-feira, 21, a escalada da violência nas manifestações na Venezuela. “Os governos de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai condenam energicamente a violência desencadeada em 19 de abril na Venezuela e lamentam a perda de mais vidas”, diz o comunicado divulgado pelo Itamaraty.

Os países signatários apoiam a declaração do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que pede a redução da polarização no país em favor do povo venezuelano. Eles também pedem que as autoridades venezuelanas adotem medidas para garantir os direitos fundamentais e a preservação da paz social.

“É imperativo que a Venezuela retome o caminho da institucionalidade democrática e seu governo defina as datas para o cumprimento do cronograma eleitoral, liberte os presos políticos e garanta a separação dos poderes constitucionais”, pede a nota.

Na noite de quinta-feira, um homem foi morto em uma manifestação na capital da Venezuela, segundo o prefeito de Sucre, Carlos Ocariz. Com isso, o número de vítimas mortais na onda de protestos contra o governo de Nicolás Maduro subiu para nove.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.