1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Palestino é morto em confronto com Exército israelense

AE - Agência Estado

16 Junho 2014 | 13h 21

Oficiais médicos palestinos disseram que um palestino foi morto em confronto com soldados israelenses e que o Exército israelense prendeu mais de 40 pessoas em busca dos três adolescentes que desapareceram na semana passada.

De acordo com as autoridades, o jovem palestino foi morto no campo de refugiados de Jalazoun, na Cisjordânia, hoje. Elas falaram em condição de anonimato porque não estão autorizados a discutir o tema com meios de comunicação.

O líder Abdel Aziz Dweik foi preso junto com outros 40 palestinos - a maior parte deles integrante do Hamas - nesta segunda-feira.

Os três seminaristas judeus desapareceram na quinta-feira, enquanto pegavam carona em uma parada de ônibus da Cisjordânia, perto da cidade palestina de Hebron. Um grande número de tropas israelenses foram envolvidas na busca desde então, indo de casa em casa em algumas áreas.

Há rumores de que o governo de Israel avalia uma série de medidas, incluindo a deportação de líderes do Hamas da Cisjordânia para Gaza.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alega que o Hamas realizou os sequestros, mas ainda não forneceu qualquer evidência. Ele também culpou Abbas pelo destino dos adolescentes e alegou que o governo de unidade criou a atmosfera para os sequestros.

Os assessores de Abbas rejeitaram as alegações de Netanyahu de que o governo de coalização da palestino é responsável pelo incidente, dizendo que Israel está em controle total da Cisjordânia. Em comunicado, afirmaram "que a liderança palestina condena a série de eventos... Começando com os sequestros de três adolescentes israelenses e terminando com uma série de violações israelenses". Fonte: Associated Press.