Palestinos acusam Israel de espalhar doces envenenados

Autoridades de saúde palestinas disseram hoje que enviaram amostras de doces envenenados para laboratórios egípcios depois que a imprensa palestina informou que Israel espalhou sacos de guloseimas na Faixa de Gaza. Segundo o médico Mouawia Hassanein, chefe da sala de emergência do hospital Shifa, em Gaza, pelo menos 10 pessoas foram tratadas com dores no estômago e de cabeça depois de comerem os doces. "Há fortes indícios de que os doces continham material radioativo", afirmou. De acordo com Abdel Kader, de 20 anos, vários sacos de doces e balas foram encontrados na cidade de Beit Lahiya. Ele disse que comeu alguns doces e ficou doente em seguida. Segundo ele, os israelenses distribuíram os sacos. O exército israelense emitiu um comunicado negando o ocorrido. Segundo os militares, a informação foi espalhada aos jornais pela Autoridade Palestina.

Agencia Estado,

22 Maio 2001 | 17h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.