Papa abre reunião de cardeais

O papa João Paulo II conclamou hoje os cardeais de todo o mundo a enfrentarem os desafios dos tempos atuais, ao inaugurar no Vaticano o Consistório, reunião para discutir os rumos da Igreja no terceiro milênio. "Nestes dias escutaremos reflexões e discutiremos fraternalmente sobre problemas e desafios pastorais", comentou o papa em seu breve discurso. Com a presença de cerca de 150 cardeais, o papa disse que no começo do novo milênio é necessário saber, de maneira clara, quais os problemas atuais da missão cristã. O Consistório, que se encerra na quinta-feira, foi convocado de forma extraordinária para analisar as maneiras de aplicar a carta apostólica, publicada pelo próprio papa, no início deste ano. A assembléia ocorre apenas três meses depois que João Paulo II consagrou 44 novos cardeais da Igreja Católica, elevando o número para 183, que serão responsáveis pela escolha do próximo papa. Por causa disso e da idade avançada do papa, que completou na semana passada 81 anos, os vaticanistas consideram o atual encontro como uma espécie de pré-conclave, em referência à reunião secreta na qual se elege o chefe supremo da Igreja. Entre os presentes no Vaticano, encontra-se vários latino-americanos, que podem vir a suceder João Paulo II, como o bispo de Havana, Jorge Ortega Alamino, de 64 anos, e Norberto Carrera, de 58 anos, da Cidade do México.

Agencia Estado,

21 Maio 2001 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.