Paquistão quer fim rápido para os ataques

O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, pressionou hoje os Estados Unidos a encerrarem até meados de novembro os ataques ao Afeganistão. Neste mês, começa o Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos. Líderes em todo o mundo islâmico temem que o sentimento anti-EUA possa crescer caso os bombardeios continuem durante este mês. Se por um lado Musharraf diz que a campanha americana deve durar o tempo que for necessário, por outro ele alerta que os bombardeios durante o Ramadã "certamente teriam alguns efeitos negativos no mundo muçulmano". "Espera-se e deseja-se que essa campanha termine antes do mês do Ramadã e espera-se por moderação durante este mês", disse Musharraf em entrevista ao programa Larry King Live, transmitido pela rede de TV CNN. Além disso, quando o Ramadã acabar, o inverno deve impedir ações militares, pois a neve terá bloqueado muitas montanhas e estradas. Leia o especial

Agencia Estado,

23 Outubro 2001 | 06h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.