Parceiros de ex-combatentes não terão indenização

Parceiros gays de soldados australianos aprisionados pelo Japão durante a 2ª Guerra Mundial não são elegíveis para receber pagamento do governo como "viúvos", informou hoje o governo da Austrália. O governo anunciou, na semana passada, planos para pagamento de 25 mil dólares australianos (em torno de US$ 12.500,00) para sobreviventes da guerra e viúvas dos soldados, mas deixou claro que a compensação deveria ser dada pelo governo japonês e não australiano. Os partido Democratas Australianos informou que cerca de 25 gays que tiveram relacionamentos longos com ex-combatentes deixarão de receber a indenização. O governo justifica dizendo que na Austrália casamentos entre pessoas do mesmo se não são reconhecidos.

Agencia Estado,

26 Maio 2001 | 23h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.