Passageiros que não embarcaram aumentam mistério sobre voo

Cinco pessoas fizeram o check in, mas não entraram no avião, o que causou estranheza nas autoridades da Malásia

11 Março 2014 | 01h07

Ainda sem vestígios do voo MH370 da Malaysia Airlines, que desapareceu no Golfo da Tailândia, no sábado, e enquanto as autoridades malaias intensificavam as investigações para descobrir as identidades de duas pessoas que embarcaram com passaportes roubados, mais uma informação aumentar o mistério sobre o acidente: cinco passageiros realizaram o check-in, mas não embarcaram - a bagagem de três deles foi retirada do avião. O Ministério dos Transportes da Malásia disse que também está apurando o fato.

Três dias após o desaparecimento do Boeing 777 com 239 pessoas a bordo, o raio das buscas foi ampliado para 185 km. Pelo menos 34 aviões e 40 navios participam dos trabalhos de resgate. A falta de informações e de comunicação de dados da aeronave fez ganhar força a possibilidade de suicídio do piloto, já ele seria o único com poder para controlar transponder e rádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.