Manjunath Kiran/ AFP
Manjunath Kiran/ AFP

Passagem do ciclone Ockhi deixa 17 mortos e dezenas de desaparecidos no sul da Índia

Governo local realiza uma operação de resgate para tentar localizar os pescadores

O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2017 | 10h42

NOVA DHÉLI - Pelo menos 17 pessoas morreram, 35 seguem desaparecidas e outras centenas tiveram que deixar suas casas no sul da Índia por causa da passagem do ciclone Ockhi, que já se afastou do país e também deixou 11 mortos no Sri Lanka.

No estado de Kerala, os fortes ventos e chuvas deixaram nove mortos. Além disso, 35 pescadores que saíram para o mar durante o ciclone permanecem desaparecidos, indicou neste sábado, 2, à Agência Efe uma fonte do Departamento de Gestão de Desastres de Kerala.

+++ Ciclone deixa mortos e desaparecidos na Índia e Sri Lanka

Segundo a fonte, que pediu anonimato, o governo local está realizando uma operação de resgate para tentar localizar os pescadores. O ciclone também fez com que 607 pessoas deixassem suas casas e fossem para acampamentos montados emergencialmente.

Outra nove pessoas morreram no estado de Tâmil Nadu, vizinho a Kerala, onde cerca de 1.600 cidadãos foram evacuados, informou à Efe o subcomissário de Gestão de Desastres, N. Suresh.

"A situação está agora sob controle na região e não há mais problemas já que o ciclone está se afastando", disse Suresh.

Apesar de o Ockhi estar se afastado da Índia, o Departamento Meteorológico mantém um alerta vermelho por causa do ciclone.

Na passagem por Sri Lanka, o Ockhi deixou 11 mortos e cinco desaparecidos. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Índia [Ásia] chuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.