Pelo menos 29 mortos no Egito; novas explosões

O Canal Um da TV israelense, citando autoridades egípcias, diz que 23 pessoas morreram na explosão do Hotel Hilton em Taba, no Egito. Já funcionários do Hospital Taba falam em 29 mortes e 100 feridos. Ao todo, três explosões atingiram diferentes resorts da Península do Sinai, local onde muitos israelenses passam o feriado de Sukkot. A primeira explosão atingiu o Hilton, a poucos metros da fronteira com Israel. Testemunhas dizem que há pessoas presas entre os escombros. Duas explosões menores ocorreram duas horas mais tarde, numa parte de Ras al Shitan, uma área de camping perto da cidade de Nuweiba também repleta de turistas israelenses, ao sul de Taba, disseram testemunhas. Um policial presente ao local disse haver muitos feridos, mas desconhecer qualquer morte. O hospital local diz ter recebido 14 vítimas. Autoridades egípcias dizem que a explosão no Hilton ocorreu na cozinha e que não há sinais de terrorismo, mas o jornal israelense Haaretz afirma que a detonação ocorreu ocorreu no lobby, causando o desmoronamento do teto, seguido por um incêndio.

Agencia Estado,

07 Outubro 2004 | 19h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.