REUTERS/Damir Sagolj
REUTERS/Damir Sagolj

Pence divide tribuna com norte-coreanos, mas se abstém de jantar em Olimpíada

Vice-presidente americano não descartou participar em uma reunião com os delegados do norte, mas também não hesitou em classificar Pyongyang como o regime mais tirânico do planeta

O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2018 | 13h12

PYONGCHANG, COREIA DO SUL - O vice-presidente americano, Mike Pence, se absteve de participar em um jantar organizado nesta sexta-feira, hora local, na Coreia do Sul, antes do início dos Jogos de Inverno, no qual deveria sentar-se à mesa com o presidente sul-coreano e o representante da Coreia do Norte.

+ Com temperaturas negativas, Coreia do Sul recebe evento histórico

Minutos antes, durante a cerimônia de abertura da Olimpíada de Pyongchang, o vice americano sentou-se perto da comitiva norte-coreana, composta pela irmã de Kim Jong-un, Kim Yo-jong, e Kim Yong-nam, o chefe de Estado nominal da Coreia do Norte.

Pence, que sentou-se ao lado do presidente sul-coreano Moon Jae-in e do premiê japonês, Shinzo Abe, não interagiu com os norte-coreanos. 

Segundo a agenda protocolar, Pence devia sentar-se à frente do norte-coreano Kim Yong-nam na recepção oferecida em Pyeongchang, sede dos jogos.

No entanto, um porta-voz da presidência sul-coreana explicou que Pence chegou tarde, saudou quem estava na mesa de honra e foi embora sem se sentar.

+ Perfil: Kim Yo-jong, a poderosa princesa da Coreia do Norte

O vice-presidente americano não descartou participar em uma reunião com os delegados do norte, mas também não hesitou em classificar Pyongyang como "o regime mais tirânico do planeta".

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, que quer capitalizar o espírito olímpico para abrir caminho para conversas sobre o programa nuclear e de mísseis de Pyongyang, apertou a mão da irmã do líder norte-coreano, Kim Jong-un, e também do chefe de Estado nominal do país vizinho. / AFP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.